Terrorismo? Guerra? Criminalidade? Para os profissionais de TI dos Estados Unidos, Europa e Ásia, esses temas recorrentes oferecem menos risco para a segurança de seus países do que ataques cibernéticos. Uma pesquisa realizada pela Cyber-Ark, empresa de segurança americana, descobriu que 80% dos profissionais acreditam que os ataques cibernéticos são mais perigosos para a segurança nacional do que qualquer outra forma de ameaça física.

A pesquisa foi apresentada em junho e contou com a participação de 989 profissionais e executivos de TI relacionados com segurança de redes. As entrevistas foram feitas nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Os dados apresentados demonstram uma crescente preocupação com os ataques virtuais, a mesma pesquisa do ano passado mostrou que esse índice estava em 71%.

O estudo ainda revelou outras percepções que os profissionais de TI possuem sobre o cenário de segurança virtual. Para 57%, a companhia na qual trabalham deposita muita fé na eficiência de soluções de segurança baseadas na defesa de perímetro. Outros 51% acreditam que as redes das companhias já sofreram ataque e estavam sofrendo no momento da entrevista. Por fim, uma das respostas mais graves, 56% não sabiam quais as medidas que os servidores de nuvem contratados tomavam para assegurar os dados da empresa, o que teria impacto direto na segurança dos dados corporativos e pessoais detidos pela empresa.

Veja mais informações e o relatório completo em: http://www.cyber-ark.com/news-events/pr_20130625.asp

Retirado do site Arellia

Retirado do site Arellia