Nunca duvide da capacidade de criar situações de golpe dos criminosos virtuais. Eles tomam vantagem em qualquer situação, independente se trata-se de uma questão tão difícil como a queda do voo MH17, na fronteira da Ucrânia com a Rússia. Os criminosos estão criando falsas páginas de tributo em nome das vítimas, na tentativa de fazer dinheiro em cima de pessoas que busquem informações sobre o acidente e, até mesmo, de familiares e conhecidos.

Ao visitar uma dessas falsas páginas de tributo, o usuário visualiza diversos posts com links que supostamente direcionam para sites com mais informações sobre o acidente e as vítimas. Mas não é o que parece, após clicar em um desses links duas situações podem ocorrer, em uma o usuário recebe uma enxurrada de pop-ups que vão de pornografia a sites de aposta, na outra, ele acaba sendo infectado por algum malware.

Essa não é a primeira vez que criminosos tomam vantagem em uma situação como essa, em março de 2014, um esquema semelhante ocorreu quando o avião MH370 desapareceu no sudeste asiático.

De acordo com o Facebook, as páginas estão sendo removidas assim que são descobertas pela equipe da rede social. O site também encoraja que ao identificarem esse tipo de fraude, os usuários devem reportar para o Facebook, agilizando o processo de exclusão das páginas.

Para não se tornar mais uma vítima, fique sempre atento em quais links clicar. Mesmo em acidentes como esse, criminosos podem aproveitar para aplicar golpes em quem não está de olho. Desconfie de ofertas impossíveis, fotos inexistentes, vídeos, anúncios e qualquer outra coisa que não lhe pareça confiável.