Um mapa de risco é uma ferramenta de visualização de dados para comunicar alguns riscos específicos enfrentados pelas empresas. O mapa de risco deve auxiliar as companhias a identificar e priorizar os riscos associados ao negócio.

O objetivo do mapa de risco é melhorar a capacidade de compreensão do perfil de risco corporativo, esclarecer o pensamento sobre a natureza e o impacto dos riscos e melhorar o modelo corporativo de “risk assessment” ou auditoria de riscos. Por exemplo, a chance de um risco ocorrer pode estar plotado no eixo X, ao passo que o impacto desse mesmo risco pode ser representado no eixo Y.

O mapa de risco é considerado um componente crítico da gestão corporativa de risco porque auxilia na identificação dos riscos que necessitam mais atenção. Riscos identificados que tenham alta frequência e alto impacto podem ser alçados à categoria de prioridade. Se uma empresa é geograficamente dispersa e certos riscos são associados com certas áreas geográficas, os riscos podem ser ilustrados com um mapa de calor, utilizando a cor como nível de risco ao qual cada escritório ou unidade está submetido.

 

Como criar um Mapa de Risco

A identificação dos riscos inerentes é o primeiro passo para a construção do mapa de risco. Os riscos podem ser num primeiro momento categorizados como estratégicos, compliance, operacionais, financeiros e de reputação, contudo, as empresas devem buscar essa listagem levando em consideração fatores específicos que podem afetá-las financeiramente. Uma vez que os riscos foram identificados, é necessário compreender quais fatores internos ou externos estão direcionando esses riscos.

O próximo passo no mapeamento de riscos é avaliar esses riscos: estime a frequência, o impacto potencial e os possíveis processos de controle para reduzir os riscos. Então, os riscos devem ser priorizados. Os riscos de maior impacto podem ser gerenciados ao se aplicar controle e processos que ajudem a diminuir o potencial de ocorrência.

Ao passo em que as ameaças evoluem e as vulnerabilidades mudam, um mapa de risco deve ser periodicamente reavaliado. A reavaliação deve garantir que riscos chave estão sendo efetivamente gerenciados.

 

Por quê é importante criar um Mapa de Risco?

O mapa de risco oferece uma visão compreensiva do potencial de acontecer e do impacto dos riscos corporativos. Isso auxilia a empresa a melhorar seu gerenciamento de riscos e a governança de riscos ao priorizar os esforços de gerenciamento. A priorização dos riscos permite que recursos e tempo sejam focados na resolução dos riscos com maior potencial de dano identificados no mapa.

Um mapa de risco também facilita a comunicação entre diferentes setores da empresa. Essa comunicação favorece a compreensão das relações de dependência de um setor para o outro e como o risco deve ser trabalhado de acordo com a funcionalidade de cada um. Isso também atua no sentido de diminuir os gaps de atuação, reduzindo ainda mais os riscos críticos.