2016 foi sem dúvidas o grande ano do Ransomware, principalmente no Brasil. Em 2017, espera-se o surgimento de algumas novas ameaças e a sofisticação de algumas já bem conhecidas. Veja a seguir 4 previsões de ameaças para você estar preparado durante 2017:

1 – Hackers vão utilizar grandes redes de botnets formadas por IoT

Fabricantes e especialistas alertam para os riscos do IoT há alguns anos. Contudo, a previsão para 2017 é que cada vez mais encontrem-se grandes botnets formadas exclusivamente por equipamentos de IoT. As empresas devem tanto estar preparadas para se proteger desses ataques quanto proteger seus dispositivos de IoT, evitando que eles integrem botnets dessa natureza.

2 – A internet pode sofrer um ataque grave aos protocolos fundamentais

Aqui no Brasil já vimos no início de 2017 dois casos de DNS que foram hackeados, o do Google, que deixou o serviço temporariamente fora do ar e o do UOL, que fez o portal redirecionar os usuários para sites pornográficos. Especialistas acreditam que devemos ver até o final do ano ataques graves aos protocolos fundamentais da internet.

3 – Ransomware as a Service

Sem dúvidas, 2016 será lembrado como o ano do ransomware. Já observamos no ano passado a disponibilização de ransomware como serviço, ou seja, os hackers criam a ferramenta e alugam para quem quiser aplicar os golpes. Em 2017, a previsão é que essas ferramentas ganhem ainda mais sofisticação, facilitando as formas de pagamento para as vítimas, melhorando o suporte para quem deseja aplicar golpes, oferecendo até mesmo descontos e facilidades de negociação. Em suma, 2017 continuará sendo um ano assombrado pelo ransomware.

4 – O retorno do Worm

Especialistas apontam que o Worm pode voltar com força em 2017, principalmente em dois casos: IoT e Wi-Fi. NO caso do IoT, a segurança precária desses dispositivos facilita a instalação desse tipo de malware. Já o Wi-Fi é uma nova tendência, onde o Worm se copia para os roteadores e posteriormente infecta os dispositivos que se conectam ali.