Os fatos a seguir são um bom resumo do cenário de cibersegurança no último ano e o que devemos esperar para os próximos 5.

1 – Custo do Cibercrime deve atingir 6 trilhões de dólares em 2021

Diversas pesquisas e relatórios, como já publicamos aqui no blog, concordam que o custo do cibercrime deve atingir quantias astronômicas nos próximos 5 anos. Enquanto uns relatórios apontam um pouco mais, outros um pouco menos, apontar esses U$6 trilhões anuais em 2021 é um número que fica próximo de todos. De acordo com o presidente Donald Trump “O Cibercrime é o tipo de crime que mais cresce nos Estados Unidos”.

2 – O Investimento em Cibersegurança passará de U$ 1 trilhão de 2017 a 2021

O crescimento do cibercrime também puxa o investimento em cibersegurança, o que inclui a aquisição de soluções e serviços. Esse grande número foi concluído a partir de uma pesquisa de tendências do Gartner.

3 – Até 2021, vai triplicar o número de vagas para profissionais de segurança em aberto

O crescimento do cibercrime e o consequente investimento em soluções e serviços de segurança exige cada vez mais profissionais experientes, que entendam de segurança. O resultado disso é que o que já é difícil hoje, contratar e reter profissionais de segurança qualificados, vai ficar 3 vezes mais difícil até 2021.

4 – Superfície de ataque humana crescerá para 4 bilhões de pessoas em 2020

Hoje, em todo mundo, temos por volta de 2 bilhões de pessoas conectadas na internet. A previsão da Microsoft é de que até 2020 isso duplique. Mais pessoas online significa mais vítimas para os cibercriminosos.

5 – Os danos globais com ransomware devem passar de 5 bilhões de dólares em 2017

Em 2015 foram 315 milhões, isso significa um crescimento de 15 vezes em 2 anos e isso deve piorar. Os ataques de ransomware ao setor de saúde, o mais afetado, devem quadruplicar até 2020. De acordo com a CEO da IBM “O Cibercrime é a maior ameaça para todas as empresas no mundo”.